Esmeralda

Esmeralda

 

Junte as mãos como se você fosse fazer uma prece.
Aos poucos, vá afastando as mãos, imaginando uma bola de energia entre elas.
Comece a girar as mãos, imaginando esta bola de luz vai aumentando de tamanho.
Concentre-se na cor vermelha e imagine que um raio de luz vermelha que vem de cima, desce até a bola.
Faça o mesmo com a cor laranja, depois a amarela, verde, azul claro, azul índigo e lilás.
Feito isso, com bastante calma, sua bola estará totalmente multi-colorida, com reflexos de todas as cores do arco-íris.
Leve esta bola por cima de sua cabeça e a interpenetre calmamente.
Imagine que ao passar com a bola por cada chacra, ele se alimenta da cor correspondente. Isto é, o chacra coronário absorve a cor violeta contida na bola.
Continue descendo a bola. Agora, ela passa pelo seu chacra frontal, que absorve a cor azul índigo.
A bola desce mais um pouco, passando pelo chacra laríngeo, que absorve a cor azul claro.
A bola continua descendo e passa pelo seu chacra cardíaco, que absorve a cor verde.
Agora, a bola passa pelo seu chacra umbilical, que absorve a cor amarela.
A bola passa pelo seu chacra sacro, que absorve a cor alaranjada.
E por fim, a bola chega em seu chacra básico que absorve a cor vermelha.
Deste modo, seus chacras estão brilhantes e coloridos.

Autor: Nair Cortijos