Para o que você esta se esforçando tanto?

Para o que você esta se esforçando tanto?

 

Esta semana, eu me peguei parando e observando o que tenho feito em minha vida. E percebi que continuo seguindo um mesmo roteiro ao longo dos anos: levantar, trabalhar, descansar e dormir. Como se eu fosse um ser robotizado: sempre realizando as mesmas tarefas sem sequer saber o motivo delas ou para onde elas estão me levando.

Dizem que somos o que fazemos repetidamente. E a questão é: o que tenho feito repetidamente ao longo dos anos, meses, semanas e dias? Este algo repetitivo tem me realizado em alguma área da minha vida (física, profissional, emocional, espiritual)? Ou estou agindo de forma mecânica?

Então, me deparei com uma pergunta, que me fez parar e pensar: Para o que estou me esforçando tanto?

Demorei a chegar a esta resposta. E uma vez com a resposta em mãos, eu a defini como sendo o meu objetivo A.

Parece simples, mas a maioria das pessoas sequer pensa em traçar objetivos para suas vidas, fazendo com que seus esforços tenham um sentido real.

Respostas como quero ser feliz sem detalhar este “ser feliz”, não leva a caminho algum. Uma hora, vai aparecer um vazio dentro da gente e este vazio é a falta de propósito na vida. E independente de onde estejamos, sem uma razão interna forte e precisa, nada vai fazer com que levantemos e façamos algo para nós mesmos quando este vazio chegar. E ele sempre chega quando mais precisamos de um sentido na vida.

Uma vez que tenho um objetivo: Qual é o próximo passo? O próximo passo é alinhar a minha vida para atingir a este objetivo.

Surgem as seguintes perguntas: O meu mundo esta alinhado para atingir este objetivo? Ou a minha rotina não tem ajudado? Meus hábitos, meus pensamentos, minha conduta esta alinhada a este objetivo? O que falta para eu atingir e alinhar a minha vida a este objetivo?

Depois de respondidas as perguntas, é hora do próximo passo: traçar um plano de ação com metas de curto, médio e longo prazo.

Mas antes de traçar minhas metas, devo seguir uma única regra, simples e que vai determinar a minha conduta a cada passo a ser dado: não fazer ao outro o que eu não gostaria que me fosse feito. É uma regra simples e significa se colocar no lugar do outro sem julgamentos, sem culpa, sem preconceito e sentir a conseqüência do meu ato, do que farei a esta pessoa.

As metas não podem ser desvinculadas da minha capacidade em atingi-las ou ser distante demais da minha realidade, tornando-se impossíveis de serem atingidas. As metas devem seguir um processo de pequenas partes de períodos constantes, tal qual um passo-a-passo a ser atingido aos poucos e no meu ritmo. O ritmo é importante e o tamanho da meta também.

É o momento de criar uma rotina nova e de colocá-la em prática. E não se engane: a velha rotina vestida de hábito lutará para permanecer.

Questionamentos internos como: não se deve mexer em time que esta ganhando. Ou ainda: é perda de tempo fazer isso, você não conseguirá atingir seu objetivo... Tornar-se-ão pensamentos tentando atropelar a nova rotina de forma avassaladora. São os famosos pensamentos negativos que minam as energias e colocam em cheque o atingimento dos objetivos.

Outro ponto que acaba com a realização de qualquer objetivo é a procrastinação. E o terceiro ponto é a distração de qualquer coisa: fome, televisão, internet, pequenos vícios...

O pensamento positivo e a firmeza na decisão em atingir este objetivo é que fará com que a antiga rotina desapareça assim como cada um dos obstáculos que surgirão, conforme o tempo passar e eu for atingindo cada uma das pequenas metas. Como um jogo de videogame com fases que vão se tornando cada vez mais difíceis conforme o tempo vai passando e vou mudando de fase.

Metas de curto prazo ou para a semana são importantes em qualquer fase do processo. Porque conforme for atingindo cada uma delas, terei a certeza de que estou no caminho certo. E isso é uma sensação boa demais para deixar pra trás ou para não dar valor. Sim, comemorar cada pequeno objetivo atingido vai me dar forças para continuar o caminho para atingir cada meta definida.

Novamente, parece simples. E pode ser, depende da disposição, da certeza dentro da gente, da vontade firme. Por isso é importante gostar do que se faz, para que seja realmente simples e prazeroso.

E se o objetivo vai demorar a ser atingido, isso não é motivo para desanimar, afinal, o tempo vai passar mesmo...

E é neste ponto que termino este texto e lhe faço a mesma pergunta que me fez parar e repensar meus hábitos, minha rotina e minha vida: Para o que você esta se esforçando?

Tenham uma excelente semana. E obrigada por me lerem.

https://www.linkedin.com/pulse/para-o-que-voc%C3%AA-esta-se-esfor%C3%A7ando-tanto-andr%C3%A9a-giorgini?published=t